Orquestra Filarmônica de Goiás lança álbum com obras do compositor Claudio Santoro

Sob regência do maestro Neil Thomson, gravação faz parte do Projeto Brasil em Concerto, idealizado para divulgar a música clássica brasileira no exterior. Primeiro trabalho ficou entre os mais tocados no Reino Unido

A Orquestra Filarmônica de Goiás (OFG) lançou, nesta semana, mais um álbum gravado sob regência do maestro Neil Thomson, pelo selo Naxos, com as sinfonias 11 e 12 do compositor Claudio Santoro. O novo trabalho está disponível na plataforma Spotify, com o nome Santoro: Symphonies N.º 11,12 & Other Orchestral Works.

O álbum faz parte do Projeto Brasil em Concerto, em parceria com o Ministério das Relações Exteriores, apoiado pelo Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Desenvolvimento e Inovação (Sedi), que firmou termo de cooperação técnica com o ministério, cedendo os direitos de gravação da OFG.

Além deste álbum, a OFG tem outros dois trabalhos deste projeto disponíveis em plataformas digitais de música. Um com as sinfonias nº 1 e 2 do compositor César Guerra-Peixe, que foi lançado em julho, e outro com as sinfonias nº 5 e 7 também de Claudio Santoro, lançado em março.

Para o secretário de Desenvolvimento e Inovação, Marcio Cesar Pereira, o novo álbum contribui com a difusão internacional da música de concerto brasileira. “É muito bom saber que nossa orquestra faz parte de um projeto que está focado na projeção internacional da música orquestral de compositores brasileiros”, diz ao relembrar que o primeiro trabalho esteve entre os mais tocados no Reino Unido.

Ao todo, a Orquestra Filarmônica de Goiás vai gravar 10 CDs, com aproximadamente 100 obras sinfônicas brasileiras dos séculos 19, 20 e 21 para divulgação no exterior, incluindo as sinfonias completas de José Siqueira e as obras orquestrais de Edino Krieger.

 

Secretaria de Desenvolvimento e Inovação – Governo de Goiás